Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHOS


Sonhos que nascem
Sonhos que crescem...
Pra que sonhar?
Corpo e alma padecem

O espirito não...
O espirito é racional,
Mas uma alma sonhando
Não sabe do bem ou do mal.

Sonhar pra que?
Se não é verdade...
Pois em todos os sonhos
Nos deparamos com a dura realidade.

A realidade da dor
A dor do choro contido
O começo das lágrimas
O fim de um sonho infinito

A realidade do vazio
Que uma só pessoa pode preencher
Será que ela vem?
Nem nome ela tem!!
Ai, que dor!!! pra que viver?

Viver e continuar sonhando,
Com alguem que não existe?
Pra que sonhar, o que fazer,
Com um coração que está sempre triste?

Sonhos, interrogações
Indagações a respeito do futuro
Aí lembro do requiem
"quantus tremur est futurus".

Quanto temor virá no futuro
Quando eu olhar para trás
Ver que desisti dos meus sonhos,
Os condenei ao abandono
e prometi não sonhar mais...

Dor... Amor..
Por que essa rima tão perversa???
A rima feia da poesia,
Que a condena e ao mesmo tempo a conserva.

Palavras rimadas
Palavras de lembranças...
No fim delas, (não agora)
Quem sabe terei esperanças...

Deparar com um unico sonho,
Um só, que se torne verdade...
Ficarei feliz, serei contente,
Terei finalmente o presente.
Terei um amor de verdade.

Poesias de um Pianista,
de Moisés Rodrigues
O Pianista
Enviado por O Pianista em 25/09/2007
Código do texto: T668211

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para "opianista@msn.com"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Pianista
Manaus - Amazonas - Brasil, 40 anos
3 textos (179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 04:23)
O Pianista