Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Agasalho

Sinto falta do abraço e aconchego de alguém,
Neste instante de frio no auge do apogeu do sol,
falta que me faz sentir sozinho,
o ônibus lotado aquele empurra, empurra o calor sem calor... afeto,
pele insensível de toques que não registra,

De uma noite de suor e gemidos, prazer por prazer,
que invade madrugada a dentro em louca simetria sem sentido,
desmunido de sentimentos só desejo da carne,
no coração um músculo... onde está o sentimento de um músculo,
que não para nem mesmo por um segundo... e se parar... Descanso

sinto falta de alguém ao meu lado na cama,
sem ter que dizer "foi bom pra vc?", e ouvir o ranger da porta,
ao som do bater desta em seguida,
Num fundo sonoro de prédios, casas, carros e pessoas,
dou uma pequena luz para o mundo em uma chama e uma tragada,

Contorna minha face gotas salobras e da boca sai fumaça e um suspiro meio soluçante,
braço com braço me abraço por baixo da camisa,
olho a janela e vejo o som, dos prédios, casas, carros e pessoas,
Tomo banho e troco de roupa e vou fechando a porta... pego o ônibus
Léo Azevedo
Enviado por Léo Azevedo em 25/09/2007
Código do texto: T668301

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor e link da obra). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Léo Azevedo
Maceió - Alagoas - Brasil, 36 anos
47 textos (1846 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 05:08)
Léo Azevedo