Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema político



Poema Político

Ah! Meu senhor...
Deixe de opulência
pois tua carne gorda
verte indecência.
Teu cargo distinto
não passa em exame.
Teu mau caráter disfarçado
já tem destino certo.
Em tua esmerada aparência
nada é definitivo.
Enganas mais a ti
do que a mim mesmo
Não gostaria de ficar
sozinho contigo no deserto
decerto eu morreria de sede.
E, se Deus topasse contigo
nem te reconheceria.
És pária, filho da culpa!
Distrais os inocentes
e trais teus pares.
Rezo para queimares
na tua única casa
que é o inferno!





Zé Urbano
Enviado por Zé Urbano em 25/09/2007
Código do texto: T668387

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Urbano
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 49 anos
105 textos (3256 leituras)
17 áudios (4411 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 17:22)
Zé Urbano