Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando eu partir



No que irão dizer, pensei...
Quando eu desaparecer
Tragada pelo tempo ou indefinição
No depois indecifrável
Saberá alguém me definir
Por que tudo assim vivi
Diante de tantos momentos
Que de preto me vesti

Vasculhem, busquem, encontrem...
Heranças , legado e vida
Tudo por mim deixado
Talvez possa ser dita em oração
Um pouco do tudo que transpareci

De longe, se for permitido, indagarei:
Que dizia meu sorriso?
Toda essa minha insensatez?
O que tanto na vida busquei?
O que nunca encontrei?
Os canteiros que tanto prantei?

Legado mais caro deixarei
Esse imenso amor por vocês
Que as lágrimas não persistam
Tudo passou, meu tempo o infinitivo...
Creiam, sofrer agora é em vão!

Não sei se vivi demais nos jardins
Se ficam rastros na areia molhada
Se faltaram portas por abrir
As velhas palavras reescrevam...
As palavras são meras explicações

Da escuridão de onde eu vim
Nada sei...e nada me foi dito
Sei apenas que tudo se esgotou
Agora tenho salvação e  paz
 
No meu epitáfio :
__Fui, as estrelas me chamaram!
EDILIA MAIA
Enviado por EDILIA MAIA em 03/11/2005
Código do texto: T66889
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
EDILIA MAIA
Fortaleza - Ceará - Brasil
2 textos (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:14)