Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flor da noite..


Vai-se noite afora sem encanto, sem temor
Sua forma escultural atrai olhares escusos
Seu modo de amar é egoísta, não ama ninguém
Vida que não se vive, simplesmente passa
Não há como ser diferente do que é
Sua alma condenada pede socorro
Não ninguém ouve, pois o silêncio
Dos seus lábios é abafador, sua dor
É intensa, maior do que seu sofrimento
Estupidez fatigante não há como fugir das sombras
Pois elas vivem dentro do seu corpo belo e frio
Sem brilho, sem amor
Escuridão nefasta labirinto sem princípio ou fim
Vida sem viver pobre alma aprisionada a procura de uma saída
Pra fugir desta imensa escuridão..

Carlos Antonio
Enviado por Carlos Antonio em 26/09/2007
Reeditado em 04/10/2007
Código do texto: T668917

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Antonio
Brasília - Distrito Federal - Brasil
67 textos (1953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 12:34)
Carlos Antonio