Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENA DE MORTE

MÃE TIRE ESSA DOR DE MIM
BATE TODA HORA
TODO MINUTO
SEGUNDO
SÓ QUANDO VEM O SONO
QUE DESAPARECE
ESPERO O NOVO DIA
UMA NOVA ESPERANÇA
MAS É NOITE
AS ESTRELAS BRILHAM
A LUA SORRI
DEBOCHADA
VENDO ESTE ESPETÁCULO RETÍCULO
DE VIDAS TIRADAS SEM MOTIVOS
POR CAUSA DA VIOLÊNCIA
ROUBOS BANAIS
MORTES SEM JUSTIFICATIVAS
CADÊ O MINISTRO DA JUSTIÇA?
ONDE ESTÃO AS LEIS?
POLÍTICOS?
A PENA DE MORTE
SIM
ESQUEÇAM
UMA HORA A IGREJA
QUANTAS MÃES CHORAM PELA PERDA DOS FILHOS
SERÁ QUE TERÁ ACONTECER COM ALGUÉM DE BRASÍLIA
PARA SENTIR A DORES DELAS?
TOMARA QUE NUNCA ACONTEÇA ISSO
VAMOS POR UMA REGRA
QUEM MATA
MORRE TAMBÉM
SÓ ASSIM
PODEREI CAMINHAR LIVRE
MÃE

Milton Nunes Fillho
Enviado por Milton Nunes Fillho em 03/11/2005
Reeditado em 06/11/2005
Código do texto: T66943
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Milton Nunes Fillho
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1141 textos (460443 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:33)
Milton Nunes Fillho