Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BUSCADORA DE MIM

A luz do meu quarto
é artificial.
Quero a luz do vaga-lume,
e um guarda-chuva gigante,
que saia girando sonhos,quando
a ventania o levar.
Estou quase pra nascer,parindo
em mim,o que renasce.
Estou quase pra cortar, o cordão
umbilical,gritando a dor do corte.
A sorte de ter nascido frágil,para
se fazer forte,no vendaval.
E na ruptura do momento,apago
as luzes artificiais,
os abajures e os temores.
Inspiro o aroma agradável
da manta de flores,que me faz
canteiro,apago o vaga-lume
e abraço o travesseiro...
Já é hora de brilhar.



*O título dessa poesia foi inspirado nos dizeres de uma grande amiga,Mara Pupin.
Beijos no seu coração de luz!
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 27/09/2007
Reeditado em 27/09/2007
Código do texto: T670379

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60412 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:57)
Luciane Lopes