Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viva a Vida Poeta !.!.!.!

Eis que a cortina sumiu
O tempo passou
Saudade deixou...
Ainda vivendo,
O seu eu...
Sofregamente “Morreu”

Pelo tempo que não viveu
E se escondeu
Pelo tempo que não viveu
Por não ser “VOCÊ” o seu “EU”.

Você foi ilusão de vida...
Você se iludiu com a vida
Vida que não foi vivida
Suas...
Vidas, sofridas, iludidas, perdidas.

 Pela satisfação que davas
A quem não merecia
E você aos poucos morria de dor
Morrias de amor

Num amor em que era
Somente amado
Amado por um amor amador
Amador que não sabia se isso era...
Verdadeiramente amor.

Morreu o seu "SER"
Sem nunca ter sido...
Um dia feliz...
Por não ser simplesmente você

Morrias de tristeza
Tristeza de não se viver...
O “viver” das coisas boas que:
Dar-te-ias vontade e amor de viver

Por que perdestes o mel da tua vida?
Compensou teu sacrifício?
De matar o que de melhor tinhas
E não sentir o que deveras sentias?

O que te deu essa vida de ilusões
Vida de amores, mal amados.
De felicidades...
Felicidades falsas
Falsas felicidades.
 
Viva doravante a vida
Por Deus dada a ti, para ser vivida.
Sempre às claras
Nunca às escondidas.

VIVA…
A VIDA
POETA.

                                           (Dueto Yuri Sozigenis e Kellinho)
yuri sozigenis
Enviado por yuri sozigenis em 27/09/2007
Código do texto: T671484

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (bom gostaria que voces citasse que o poema seja de minha autoria para que meu trabalho seja reconhecido muito obrigado a todos ih boa leitura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
yuri sozigenis
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 27 anos
19 textos (2347 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:17)
yuri sozigenis