Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FALANDO DE SONHOS . . .






bebi com os olhos
toda sua farta
e linda essência...
que engoli inteiro,
em meu díspar
e difuso pensamento...
e nada mais resta
da fútil e falsa
noção de decência...
sou o féretro
em que se guardam
esquecimentos,
dissabores e ausências;
sou a mão assinalante
do afogado,
a procura d’algum
braço, que a abrigue;
de uma sombra,
que a torture;
de penumbra,
que a castigue...
pois, sou poeira,
pó estradeiro,
escapante e rasteiro,
assustador de sonhos...
mero e puro pesadelo!


(Tadeu Paulo -- 2007-09-28)
Tadeu Paulo
Enviado por Tadeu Paulo em 28/09/2007
Reeditado em 06/02/2010
Código do texto: T671786

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Paulo
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 74 anos
435 textos (47710 leituras)
2 e-livros (187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:26)
Tadeu Paulo