Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAZIO, MEIO E CHEIO

Sou vazio...

Não Por falta de fundamento,
Inteligência, motivo... ou razão.

A minha vida é vazia
De violência e inveja.
De ódio e maldade.
De fingimento e falsidade...
Sentimentos negativos.

Sou meio...

Não o centro. Metade de um.
E não por falta de definição.

Sou meio sol, meia-lua...
Meia-noite e meio-dia...
Meio-termo, meio-tom...
Meia-estação e meio-poesia.
A eqüidistância entre extremos.

E sou cheio.

Transborda em mim apenas o bem.
Sou repleto de bons sentimentos.

O meu ser é pleno
De paz e esperança.
De fé, união, amizade, perdão...
O melhor, sempre hei de querer.

E estou lotado de amor.
Pra você!





Marcos Aurélio Mendes
Enviado por Marcos Aurélio Mendes em 28/09/2007
Código do texto: T672198
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Aurélio Mendes
Jussara - Bahia - Brasil, 52 anos
441 textos (35532 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 11:43)
Marcos Aurélio Mendes