Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A linguagem da solidão


Nas retilíneas do coração,
Meros sons se formam
Trazendo aos meus ouvidos
A linguagem da solidão.

E não há mais nada.
Nada que eu possa fazer.
Meus olhos perderam-se no infinito
Em busca da sua beleza mais rara.

Minha boca, que por ora chamava-te...
Calou suas palavras sofridas
Que desesperadamente
Propagavam-se pelo ar
Na sua procura.

E em um silêncio mórbido,
Ouço as lamurias do meu coração
Que se manifestam em todos os sentidos
Desejando-te a cada momento.

Lágrimas gotejam meus lençóis,
E me sentindo fraca
Vejo que não há saída:
Irei embora para sempre.

Mirabelle
Enviado por Mirabelle em 28/09/2007
Código do texto: T672316

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mirabelle
Campinas - São Paulo - Brasil, 27 anos
90 textos (6651 leituras)
11 áudios (727 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 18:04)
Mirabelle