Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Adeus

Olhos ingratos!
Orgulhosos, medrosos!
Perdoem-me: não posso saciar tal sede!
Sede do meu sangue, da minha felicidade...
Sede do amor que trago guardado em meu peito.

Decepção e tristeza confundem-se.
Não sou capaz de acreditar!
Não mais alimentarei o monstro do teu ódio,
não mais repetirei o erro de ter cruzado teu caminho.
Owain
Enviado por Owain em 29/09/2007
Código do texto: T673554

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Valter Luiz Jantara Junior). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Owain
Palmeira - Paraná - Brasil, 25 anos
28 textos (1103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 18:33)
Owain