Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOS - RIO PARAÍBA

OH!  IMPONENTE  REI,  GESTOR  DE  RIQUEZAS.
BRAVO BANDEIRANTE  DO  PROGRESSO. ONTEM
TRAÇAS-TE CAMINHOS,  ESCREVES-TE HISTÓRIAS.
HOJE,  DENOMINAN-TE, ARROIO DE  ESCÓRIAS.

CABEÇAS  LETÁRGICAS   TE  NÃO  PERCEBERAM.
PERVERSA  PREDAÇÃO  MINOU-TE  OS  PULMÕES.
AMARGAS  CRIMINOSA, CRUCIANTE  DEVASTAÇÃO.
AH,  DIVINO  ELDORADO, MUITOS  MIL  PERDÕES!

-SOU  NATUREZA  VIVA,  CENTELHA  DO  CRIADOR.
OH,  HOMENS  INSANOS,  DE  ATITUDES  VIS!
POR  QUE  DESPREZAM  A MAGNA FONTE DA VIDA,
COMO A  UM  TRASTE  DE  EXPRESSÕES HOSTIS?

VAIS  MORRER!  SENTENÇA  SEMPRE  OUVIDA.
AGORA,  PORÉM,  ASSUSTA-ME  TAL  DITO.
SINTO  ESVAIR  MINHAS  FROUXAS  FORÇAS,
AGONIZA  NA GARGANTA O DERRADEIRO GRITO.

EM ESTRANGULAMENTO, SUPLICO POR COMPAIXÃO!
O  TEMPO  URGE  E  RÁPIDO ESCASSEIA-ME O AR.
LIVRA-ME DO COMA E DA IMPLACÁVEL MORTE, POIS
PRESTO-ME   À  N'OCEANO  DA  VIDA  DESAGUAR.



SETEMBRO/ 2007
JRAY/ TRÊS  RIOS-RJ
jray
Enviado por jray em 30/09/2007
Reeditado em 10/01/2010
Código do texto: T675349
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jray
Três Rios - Rio de Janeiro - Brasil, 76 anos
144 textos (5895 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 19:29)