Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Baile de máscaras

É...
É fácil
Colocar uma máscara

Mais tais
Deixam apenas
Os olhos

Olhos meus
Que me fazem
Completamente
...Invisível

Máscaras
Essas, que ficam
A me olhar

Nesse mundo
Que mais parece
Que parou

PAREM!
Sabens quem sou
Então apenas
Parem...

...Silêncio...

E por um momento
...Cessaram
...Sumiram

Minha máscara
De vidro
...vidrada
...vidraram
...vidrou

Escorregou
Caiu
Rodopiou
...E quebrou

Meu rosto
Agora exposto
Visível

Nesse túnel
Interminável

Aplaudam, por favor
O teatro daqui
se despede
O espetáculo terminou!
Almeida Quis
Enviado por Almeida Quis em 01/10/2007
Código do texto: T676174

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Almeida Quis
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 27 anos
72 textos (1855 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:22)
Almeida Quis