Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha palavra, minha voz.

Eu sento e escrevo;
Escrevo a toda hora;
Deixo as palavras fluírem;
Da pena esferográfica saírem;
Tomarem forma;

Elas dizem o que quero;
O que anseio ou aspiro;
Dizem o que penso e sinto;
E às vezes o que elas querem;
Não importando quem as escreve;

Falam sobre amor;
Falam sobre política;
Falam para os outros;
Falam sobre a vida;
Falam ao meu amor;

Eu escrevo e elas falam;
Pois quando são lidas;
È minha voz que é ouvida;
Mesmo que voz escrita;
Se eu quiser a palavra GRITA.
Marco A Gaspar
Enviado por Marco A Gaspar em 02/10/2007
Reeditado em 26/10/2007
Código do texto: T677002

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco A Gaspar
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 44 anos
25 textos (686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:19)
Marco A Gaspar