Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
"Malcriado" = Poesia de Humor=

Ó meu Deus, quanto sacrifício
Eu fiz pra valer naquele dia
Tentando abrir aquele orifício
Que de jeito algum se abria
Enfiava um dedo mais fininho
Depois um outro mais grosso
Vi que o troço era apertadinho
Tentei então com um forte osso
Não teve jeito nem maneira
De abrir o bendito do orifício
Chamei então o “faz tudo”
Que trabalha aqui no edifício
Sujeito grande, forte, taludo
De ferramentas bem equipado
Gente, o cara foi mesmo marrudo
Mas o orifício continuou fechado
Ele saiu em busca de um ajudante
Voltou com um sujeito “armário”
Que quebrava coco num instante
Apenas rodando-o ao contrário
Tentaram ao mesmo tempo os dois
O tal orifício não se abalava
Desistiram muito tempo depois
Um para o outro desanimado olhava
À tarde o meu netinho chegou
Enfiou no orifício seu dedinho
O troço logo se arreganhou
Em um segundo se abriu todinho
“Cacilda! Pro moleque não foi difícil
E para adultos o maior enguiço...”
O que era o malfadado orifício?
Oras, o que é que você tem com isso?
Fernando Brandi
Enviado por Fernando Brandi em 02/10/2007
Reeditado em 02/10/2007
Código do texto: T677613

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Brandi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 70 anos
1392 textos (191039 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:27)
Fernando Brandi