Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
"Quando Cessam as Ambições" = Poesia=

Quando cessam as ambições
Todas ilusões já se acabaram
Vivemos, talvez, as maldições
Que no passado nos lançaram

Vai-se o ânimo e toda vontade
De alguma coisa a mais fazer
Achamos ser a pura verdade:
Só nos resta mesmo é morrer

Por isso mantenha a esperança
Não deixe de sonhar e se iludir
Conserve aquele tanto criança
Do qual não se pode prescindir

Que não nos envelheça a mente
Enquanto restar força pra luta
Reagir é coisa sempre urgente
Não faça de seu lar uma gruta

E ali dentro, qual um refugiado
Saber do mundo só por notícias
Como se interagir fosse pecado
De quem da vida usufruiu delícias

Ao desânimo um não sempre diga
A preguiça afaste, e com energia
Ande, saia, procure gente amiga
Procure rir, conviver com alegria

Se acha que a vida foi toda vivida
E nada mais vem a não ser a morte
Você está com pensamento suicida
Lançando contra si a própria sorte

Há tanto ainda que viver no mundo
Tantas  emoções a serem vividas
Que de repente, num só segundo
Pode se ter as tristezas esquecidas

O importante é viver com qualidade
Mesmo que não haja todo conforto
Qualidade da mente traz felicidade
Que não pára em qualquer porto
Fernando Brandi
Enviado por Fernando Brandi em 03/10/2007
Reeditado em 03/10/2007
Código do texto: T678749

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Brandi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 70 anos
1392 textos (189252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:29)
Fernando Brandi