Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMPRE
 
 
Sempre falarei do que sinto.
 
Não quero falar do que crio.
 
Porque minhas criações são
 
Frutos da minha alma.
 
 
Portanto, sempre falarei do que sinto.
 
Não tem como premeditar.
 
Tem que ser assim, sentimento.
 
Se não, fica sem sentido.
 
 
Daí falar sempre de amor.
 
Em todas as suas formas
 
Com toda sua intensidade.
 
 
Aliás, busquei sempre verdade.
 
Busquei a sutileza da flor.
 
A ousadia da águia.
 
A coragem da leoa, na defesa do filho.
 
 
Busquei coisas simples, mas intensas.
 
Busquei no mais profundo do meu ser.
 
Diante disso, não tem mudanças.
 
Tenho que falar somente do que sinto.
 
Do amor.
Mario Pereira
Enviado por Mario Pereira em 03/10/2007
Código do texto: T679457

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (mario pereira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Pereira
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil, 58 anos
445 textos (35486 leituras)
4 e-livros (145 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 14:00)
Mario Pereira