Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O QUE SOU

O QUE SOU

Às vezes eu minto
ou então insulto
Às vezes faço barulho,
Tento enganar
Com uma farsa qualquer,
Eu sou um artista
vivo a encenar
Querendo viver
Algum ato real,
Algo que de prazer.

Um castelo de areia
É o que sou,
Canção mal cantada
Uma flor decepada
Face enrugada,

O que sou...
Uma canoa furada.

Às vezes atento
Vendo o mundo
buscando apenas
uma forma de viver;
De não precisar enganar
De poder amar,
De me salvar,

Sou assim
Um esperar
Uma forma mutante
vivendo a sonhar
Algum momento de prazer.
Gabriel de Oliveira
Enviado por Gabriel de Oliveira em 04/10/2007
Reeditado em 07/12/2010
Código do texto: T679854
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel de Oliveira
Barueri - São Paulo - Brasil, 52 anos
67 textos (2137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:39)
Gabriel de Oliveira