Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pelas ruas da cidade


Ando 
Pelas ruas da cidade
Como quem nada quer
Nada viu,
Nem nada tem de intensidade.
 
Os ônibus estão lotados,
Abarrotados como latas de sardinha.
Paro na calçada
Por onde você caminha

E como quem nada quer,
Nada viu,
Nem nada tem de interessante,
Eu me perco nas ruas da cidade
Esperando que me aconteça algo de relevante.
 
Tomo um ônibus,
Embora queira seguir de trem,
Eu, um armazém,
Encosto minha cabeça no vidro da janela
E pinto, com meus olhos,
A selva de pedras de aquarela.
 
Ando
Pelas ruas da cidade
Como quem vasculha gavetas dentro de si
Procurando, dos sentimentos, alguma honestidade.
Finjo esquecer-me de mim
E na tela urbana eu pinto meu fim.
 
Desço do ônibus,
Ainda infinito,
E ando pelas ruas
Com vontade de lhe dar um grito.
 
Perco-me
Nas ruas da cidade,
No meio da multidão,
Que fazem de mim quem sou na ocasião
 
Ando,
Ando...
Sem integridade,
Pelas ruas da cidade.
Ulrich Hinteseher
Enviado por Ulrich Hinteseher em 04/10/2007
Reeditado em 05/10/2007
Código do texto: T680823

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ulrich Hinteseher
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
163 textos (22326 leituras)
7 áudios (3433 audições)
7 e-livros (336 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 03:05)
Ulrich Hinteseher