Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Equivocados Poderes

Que venha a poesia,
denunciar sem medo a hipocrisia
e as contradições dos humanos
no cotidiano de seus enganos.
Que os meus versos incorporem a razão
das vivências do meu tempo
e desafiem os valores cantados
pelas potências do mundo.
Que a minha linguagem poética desmascare
a onipotência  dos equivocados poderes
e sangrem todos!
O poeta ousado e a elite deslocada.
Exponham-se todas às chagas!
São elas que irmanam a humanidade.

Abstração/Diulinda Garcia.
Publicado em 04/10/07.
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 04/10/2007
Reeditado em 01/05/2011
Código do texto: T680848
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Diulinda Garcia de Medeiros
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
267 textos (6930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:28)
Diulinda Garcia de Medeiros

Site do Escritor