Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

palavras inúteis

                                “as coisas valem pelo que não têm”, Lao Tse

o mendigo imundo, fétido e barbudo
que dorme sob a marquise
às vezes o mero deslize
de uma existência normal
não vale menos que o homem
barbeado, bem vestido e humorado
com dinheiro no bolso
de bem com a vida e a moral

a trajetória dos dois
quando chegarem ao final
estará delineada
pelo que os dois não tiveram
ou não souberam que havia
em tamanha abundância
além da santa ignorância
de tudo querer carregar


Rio, 16/08/2007


Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 05/10/2007
Código do texto: T681248

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6796 textos (147468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:35)