Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança, nem sempre e a ultima que morre

Esperança, nem sempre e a ultima que morre...


Cansado de cansar
falo, repito, torno a falar
cansado de cansar
olho a vida rasteira, olho a bandeira
soldados a postos
olhar fixo, pensar distante
coração palpitante
salário não há, esperança
distante, penso a todo
instante, cansado de pensar
a ponte habitada por seres
cansados aos farrapos
noites mal dormidas
pensando, pensando já
não sei mais sonhar
dia e noite chove a tempestade
forte, a fome mata inocentes
enquanto culpados recebem
banquetes recheados de pizza
não sei o que será  de você e dele
que passa pra lá e pra cá
e finge não vê que seu irmão morre de fome
enquanto você saboreia seu sufle.
Carlos Antonio
Enviado por Carlos Antonio em 05/10/2007
Reeditado em 05/10/2007
Código do texto: T681402

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Antonio
Brasília - Distrito Federal - Brasil
67 textos (1955 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 10:39)
Carlos Antonio