Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIGURAS

Num único momento
De infinito significado,
Eu penso em tudo
Que se passa à minha volta,
E tenho ganas, desejos, volúpias, impulsos
De soltar um grito
Maior que todo o mundo
Num ato
De desespero extremo.

Uma pergunta paira
Nos meus lábios cerrados,
Descendo pela garganta congesta,
Saindo pelos ouvidos viciados,
Expandindo-se pelo corpo entorpecido:
O que faço aqui esperando
Pela morte certa, pois eu sei
Que como todos eu sou
Um condenado e nada mais.
Condenado sim, ao extermínio,
Ao fim inevitável,
A ser mais um nome
Numa lápide fria
De um cemitério de interior.
HERMES
Enviado por HERMES em 05/10/2007
Código do texto: T682292

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERMES
Franca - São Paulo - Brasil
85 textos (4365 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:17)
HERMES