Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

cansaço

ao luz do meio-dia
sob um forte calor
derretem-se todas as forças
a simbiose do corpo e o suor
intensa se espalha em odores
frestas e narinas

esconder o asco
conter a fúria das palavras,
a irremediável verdade cotidiana

catarses diárias contidas,
enjauladas na garganta
e num soluço
num espirro
tudo se solta
ou liberta.

diante desse sol
a sombra espreita a brisa
que não surge
o vento que desfaça
esse mal-estar

estou cansada
e fadiga de minhas retinas
dos gestos
torna tudo preto-e-branco

esse cansanço sobre os ombros
a desenhar o Atlas carregando o mundo,
o mundo cheio de culpa,
medos e frustrações

o cansanço e o lirismo
de ver poesia em tudo
em seus olhos
em sua sombra
no  desenho da mesa
sedenta dos copos de cerveja

esse cansaço humano-divinizante
a nos tornar deuses e vencidos
de uma guerra interior.
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 06/10/2007
Código do texto: T683559
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1650 textos (3730033 leituras)
35 áudios (5080 audições)
25 e-livros (143668 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:48)
Gisele Leite

Site do Escritor