Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SOLIDÃO


Solidão palavra tão triste
Difícil de se aceitar
Mas tem gente que ainda insiste
Em com ela se abraçar.

Eu fujo da solidão
Não quero que faça parte da minha vida
Não faz bem ao coração
Cria nele uma ferida.

Ferida difícil de cicatrizar
Solidão e um isolamento
Que não quero nem pensar
Fujo dela todo o momento.

Às vezes é necessário
Um pouquinho de solidão
Mas num dia de aniversário
Queremos mesmo é um festão.

Não gosto nem de pensar
Neste sentimento atroz
Por isso procuro buscar
Sempre ouvir a tua voz.

Voz que me fascina
Faz meu corpo estremecer
Voz máscula que me domina
E faz minha alma viver.


ANGELICA ARANTES
Enviado por ANGELICA ARANTES em 07/10/2007
Código do texto: T684235
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ANGELICA ARANTES
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
4373 textos (288981 leituras)
72 e-livros (3873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 15:07)
ANGELICA ARANTES