Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Turbilhão de pensamentos

Sumistes em meus dias corridos
Que saudade daquele velho sentimento de paz.
Queria poder ver-te mais um vez
Talvez um monte de vezes mais.
Estou cansada de esperar por ti e você nunca aparecer
Pensei por muitas vezes que não precisava de você
Que era só uma coisa sem valor
Nem sentido
Queria ser maior e melhor que você
Mas vejo que em meio a meus gritos você me abandonou
Calar-me-ei quando você voltar
E deitarei tranquila na cama
Como sinto frio!
Sem sua voz que abrasava meu coração na noites escuras
Como tenho medo de me perder aqui
Nessa escuridão que se tornou minha cabeça
Nessa confusão
Nesse turbilhão de pensamentos
Arranco meus cabelos
Sinto calafrios
Tenho tremedeiras
Não consigo ficar em pé
Venha me apoiar eu te ordeno
Sou tua deusa e você meu subordinado
Venha me apoiar te peço
Somos iguais
Venha me apoiar te imploro
Sou sua subordinada
Sou o que quiser mais não me abandones aqui
Só tu podes me tirar de dentro de mim
Só tu podes me mostrar a luz
Leve-me para a luz
Tu és tudo
E sem você não sou nada
Tu és minha vida
Tu és ....
Qual é mesmo teu nome?
Ah, é sanidade.
Carolina Augusta Costa Justino
Enviado por Carolina Augusta Costa Justino em 07/10/2007
Reeditado em 21/06/2008
Código do texto: T684819

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carolina Augusta Costa Justino
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
74 textos (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:38)
Carolina Augusta Costa Justino