Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
"Matano as Sôdade" = Humor=

Ôiei procê de esgueia
E ocê de banda pra mim
Vancê ficou bem vremeia
Mas fumo lá pro capim
Capim arto, moita arretada
As mias carça deixei caí
Sua saia foi alevantada
Sastisfeito da vida sorri
Pronto, tu já tava ganhada
Nóis brincô, foi mutio bão
Vancê ficô foi muito amiga
Do que chamô de pingolão
Adispois lhe vei barriga
Seu pai me percurô armado
“Ou tu casa , seu vagabundo
Ou juro qui ti dexo capado”
Capado? Casado? Pé no mundo
Arretornei inda ingorinha
Vim sabê nutiça de vancê
E tomem da criancinha
Qui eu cá num vi crescê
Uma coisa muntio mintriga
Num cunsigo mermo expricá
Vancê ta jove, nada antiga
Cuma é que ficô sem envelhá?
“Sabe o que foi, véio safado?
Quem tu comeu foi a mãinha
E vorta agora, bem discarado
Chei de cunversa ca filhinha...”
Fernando Brandi
Enviado por Fernando Brandi em 08/10/2007
Reeditado em 08/10/2007
Código do texto: T685848

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Brandi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 70 anos
1392 textos (189269 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 19:08)
Fernando Brandi