Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu destino sacrificado

Percorri a estrada do desespero,
procurando uma saída.
Fugi da sua esperança sacrificada
Sepultada no túmulo da salvação

Se tu tivesses um pouco de trevas
Estarias deitado em seus pesadelos?
Tão sóbrio meu amor!
Não, você nunca existiu!

Você me procurou a meia noite?
Estaria morta em sua cova...
Pálida como a lua que ilumina,
meu jardim sombrio, putreficado!

Não morras em vão!
Bata em seu imundo coração!
Sinta esta profunda oração
Castigada, morta e enterrada...
















Paula Filth
Enviado por Paula Filth em 09/10/2007
Código do texto: T687091
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paula Filth
Teresina - Piauí - Brasil, 25 anos
29 textos (2057 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:16)
Paula Filth