Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
"Vanda na Varanda" = Humor=

Eu estava lá na varanda
Do décimo quinto andar
Pareceu-me ver a Vanda
E seus cabelos a balançar
No prédio bem em frente
Ali, do outro lado da rua
Fiquei pra lá de contente
Parecia-me vê-la! E nua!!
Não mais arredei os pés
Da varando não quis sair
Ah, Vanda e seus cafunés
Melhor não pode existir...
Os seus cabelos revoavam
De lá pra cá e de cá pra lá
Meus olhos se extasiavam
Vanda! Vanda de Maricá!!
Você nua
em sua varanda
Parecendo esperar alguém
Eu aqui, o coração desanda
Pois você ainda é Meu Bem
A noite passou e eu olhando
Vanda nua em sua varanda
Eu não estava me cansando
E não se cansava a  Vanda
Quando a noite se acabou
E a gente espera que o sol saia
Minha doce ilusão terminou:
Era só uma linda samambaia
Em longo e belo vaso branco
Vanda, que o seu cabelo caia
Tô com ódio. Pra ser franco...
              
                 Baseada em uma crônica que li há muitos
                       anos atrás, de autoria, salvo engano, de
                       Rubem Braga.



Fernando Brandi
Enviado por Fernando Brandi em 10/10/2007
Reeditado em 10/10/2007
Código do texto: T688546

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Brandi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 70 anos
1392 textos (191152 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 02:46)
Fernando Brandi