Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM REI SÓ

Na beira do caos se procura um rosto,
Um ombro amigo, a mão estendida;
As escolhas se estreitam, afunilam,
Tanto, que não tem como sair.

Aí os teus os olhos turvam
Na penumbra interior da deserção,
Já não há mais Deus, muito menos fé
Já não há mais nada, já não há você.

A compreenção doída dos porques:
Porque tanta arrogância e prepotência?
Quem foi você ou queria ser?
Queria ser rei em terra de indigentes,

Para convencer a quem, senão a você,
E agora, o que restou?
O amor próprio em fragmentos,
A dor de um rei só.

Beto Pupo
Enviado por Beto Pupo em 10/10/2007
Código do texto: T688958
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Beto Pupo
Campinas - São Paulo - Brasil, 60 anos
151 textos (14626 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:25)
Beto Pupo