Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

grafia e cor

o frio conserva
as cores intensas
o roxo mais parece azul
o azul por vezes parece roxo

há um tom violáceo nos hematomas
nos calafrios
a sensação térmica afeta
retinas, o tato e até pensamentos

sentimos saudades do calor do ventre materno
do ninho que a mãe construía no berço ou
no moisés
o último ninho
o último carinho

como pode a mãe fazer um último
afago em sua cria
e partir assim
inexplicavelmente
inexoravelmente
sem olhar pra trás
sem titubear
sem bambear as pernas

caminhos tortuosos
nos leva a conhecer a geometria da vida
quadriláteros nos encarceram
círculos viciosos nos embriagam
até o vômito ou o tédio

elipses pragmáticas nos faz
crer no conjunto
e nas partes do conjunto

partes partidas de um todo
irrecuperavelmente partido,
rompido,
corrompido pelo tempo.

as cores diante do frio
parecem mais vivas
mais tensas como as andorinhas
presas nos fios
a encenar notas musicais
apenas imagináveis
a nos indicar uma trilha sonora
íntima, rítimica
como os tambores das galés
romanas...

intenso ritmo de vida
itensa velocidade da escrita
um traço e tudo se revela
o egoismo, a solidão,
sua força psiquíca
sou fraqueza óbvia
ou seu ser subliminar
biografado e impresso
em forma sintética
por sua assinatura

traçamos o mundo pela
grafia
a grafia decifra as pessoas
como enigmas de oráculos
como parábolas
como lendas
como signos dos signos
a simbolizar a imagem e semelhança
a simbolizar a crença e a verdade

não posso crer no absoluto
determinismo
mas nas verdades entrelinhas
nas palavras ditas e malditas
nos versos que nos revelam
e nos traem
por serem anteriores a nós mesmos.

as cores se mostram assim pardas
pintadas em outonos de meia-idade
por senhoras balzaquianas
por meninas que perderam a infância
por mulheres que abortaram suas primaveras.
Gisele Leite
Enviado por Gisele Leite em 10/10/2007
Código do texto: T689010
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gisele Leite
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1650 textos (3729866 leituras)
35 áudios (5080 audições)
25 e-livros (143668 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 19:16)
Gisele Leite

Site do Escritor