Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ENIGMA DA SERPENTE

                          O ENIGMA DA SERPENTE




TANTO FASCINAS OS OLHOS DAQUELE  QUE TE FITA;
ALTERANDO  OS TEORES DAS CORES RENOVADAS DE DENTRO DE MIM;
É TÃO BELA TUA JAZIDA DE LUZ QUE ME SEDUZ, MAS TAMBÉM ME HESITA;
IMPONDO-ME  OS REFLEXOS DAS FERIDAS TRAZIDAS DE UM PASSADO QUE INSISTE  EM NÃO TER FIM.

A TUA IMAGEM ATUA NA ATUAL  LUTA DO MEU SER,
    POR  QUERER  TER  QUE SER  MAIS DO QUE EU POSSA TRANSPARECER.

UM MEDO ME DÁ POR NÃO SABER O TEU ENIGMA DECIFRAR;
A SERPENTE VIVA ESTÁ: OU EU ME  PERCO, OU ME REVIGORO;
PORÉM A RAZÃO GRITA MAIS ALTO: EMOÇÃO X SENTIMENTO EIS A QUESTÃO...?
QUERO QUESTIONAR!
INTENSA BRIGA DE CONSCIÊNCIA QUE EM TEMPOS DANTES...
     TÃO MENOS IMPORTANTE, MAS AGORA POR PENSAR SABER UM POUCO MAIS
     EU ME APAVORO.

LÊS AS LEIS DA MINHA SENTENÇA:
SETENTA VEZES SE TENTA SE AUTO PERDOAR!
A SERPENTE MINHA DE CADA DIA, PENSARA SABER QUE NÃO SABIA;
SER EU NÃO SEI;
SEI E NÃO SOU.
SERPENTE QUERO SER MANSO, MAS QUERO SEMPRE VIGIAR.

EM  27/07/2000
 

Petrus
Enviado por Petrus em 11/10/2007
Reeditado em 23/10/2007
Código do texto: T690213

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Pedro Ferreira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Petrus
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
177 textos (27104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 18:49)
Petrus