Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

solidão

Solidão

Não sei mais, qual é a diferença.
Quando meus olhos estão abertos ou fechados
Nem a mais bela morena
Causa-me entusiasmo

Nem as canções mais belas
Faz-me sentir bem
Ando com uma dor no peito tão grande
Que não sei explicar da onde vem

Ando rabugento nas ruas da cidade
Sempre com um cigarro na boca
Tentando achar essa resposta dessa dor.

Estou vivendo numa eterna solidão
Mas não sei quem é o causador
Sei que está me corroendo aos poucos
Esse sentimento é intragável e amargo

Quem ler esse péssimo poema
Saberá a dor que eu sinto

Autor:(Almeida e Santos)

Almeida e santos
Enviado por Almeida e santos em 11/10/2007
Código do texto: T690400

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Almeida e santos
Belém - Pará - Brasil, 31 anos
52 textos (2043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:18)
Almeida e santos