Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DAS LUZES, O APAGAR.

Também nas sombras, eu caminho.
Abarrotadas de segredos, estão as minhas malas.
Todos ao redor, quero enxergar;
Sem por ninguém ser visto.

A direção não me importa,
As estrelas, eu ignoro.
Na contra-mão, às vezes desço,
E a ladeira, noutras subo.

Com o que passou, não faço as contas;
Porque tinha que ser é que se foi.
É das descobertas que me valho,
Pois algo novo a viver, sempre há.

Mas do arrependimento, tenho medo
E ao passado não jogo os meus laços;
Evito os meus erros, engulo seco,
Buscando a luz, continuo os meus passos.
Duda Poeta
Enviado por Duda Poeta em 09/11/2005
Código do texto: T69127

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Duda Poeta
Santo André - São Paulo - Brasil
22 textos (1314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:29)
Duda Poeta