Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIVRE PENSAR DECAIDO

LIVRE PENSAR DECAIDO
NO ESPAÇO CONTINUO A BUSCAR
UM BURACO NEGRO PERDIDO
BEM NO FUNDO NA ESCURIDAO

VAMOS SUBIR A MONTANHA
ESCONDEREMOS NOSSOS ROSTOS
SEREMOS ESQUECIDOS
SÓ PRA PODER PENSAR...

NAO EXISTE O CEU POIS HÁ TERRA
A JANELA FECHADA PARA O MUNDO
UMA NOITE SEMPRE RENOVA
O ESCURO DO MEU LAR

ONDE ESTÁ O POETA?
CADE A NOSSA DOR
ESTÁ ESPALHADA NAS MULTIDOES
QUAL É O MEU NOME?


B O   P E A
 D E   O T MALDITO
POETA MALDITO
Enviado por POETA MALDITO em 09/11/2005
Código do texto: T69132
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA MALDITO
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
23 textos (1491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:03)