Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Tempo

De pé no alto da colina observo tudo abaixo
Olho pessoas indo e vindo, olho para os carros, para as luzes
Recordações da minha vida me faz tremer
Quanta coisa nós vivemos

Quando eu era uma criança, não havia preocupações
Mas hoje já estou adulto, a vida está mais exigente
Minhas mãos estão calejadas desta batalha que só terminará no dia de meu juízo
Olho para o céu, o crepúsculo às vezes me assombra e então pareço mais uma vez aquela criança na barra da saía da mãe

O tempo passou - emoções vivi - desgostos senti, mas a vitória esteve ao meu lado em todas essas passadas adversidades
Mas o tempo é implacável e hoje eu acordei com vontade de fazer uma loucura
Penso no meu amor, na pessoa que é o motivo de minha inspiração
E vejo, o tempo nos amadureceu, as preocupações mudam de acordo com nossa idade

Mas hoje aqui no alto da colina eu não me preocupo mais
O vento que sopra em meu rosto trás consigo uma renovação
Me jogaria daqui de cima covardemente para não ter mais que lutar essa batalha que não terá fim até que eu não possa mais viver pra usufruir das minhas “férias”
Mas o tempo que um dia me fez inferior - hoje corre ao meu lado - e eu sigo sempre na esperança de um dia melhor, o dia em que eu alcançarei a plenitude



                                                                       13/10/07
Marins
Enviado por Marins em 13/10/2007
Reeditado em 14/10/2007
Código do texto: T692188

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marins
Itaboraí - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
51 textos (1343 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 09:37)
Marins