Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUM PAÍS CHAMADO ESTRELÂNDIA

                       
                      NUM PAÍS CHAMADO ESTRELÂNDIA

                           METEORITO SONHADOR



Num país extraterrestre, algures perdido no espaço, onde muitas coisas acontecem parecidos com o que ocorre no planeta Terra, tais como: reis, presidentes, futebol, religião, músicos, poetas e do qual muito pouco sei, além do referido, motivou-me o desejo de saber algo mais.
De indagação em indagação cheguei ao contacto com um homem igual a mim, que trabalha e vive do seu trabalho. Não sei o nome dele, nem é importante para início de conversa. Talvez mais tarde o venha a saber.
Como sou curioso, o meu contacto teve por móbil a certeza de ter informações credíveis de um país que pensava nem existir. Chama-se esse país ESTRELÂNDIA. Dele chegavam-me rumores de vidas estranhas. Como sempre pensei que a vida na Terra deve ser a melhor, a crer em todo o seu passado, que no essencial pouco mudou, entabulamos um diálogo de perguntas e respostas. Ah, vim a saber o nome do meu interlocutor, o qual se chama Meteorito Sonhador, ou simplesmente Sonhador como gosta de ser tratado. Eu apresentei-me como Pobre Povo, ou simplesmente Povo, como gosto que me chamem.
Comecei o diálogo com uma saudação, a qual me foi devolvida respeitosamente.
- Sr. Sonhador, no seu país paga-se impostos?
- Meu caro amigo Povo, para lhe ser franco aqui somos todos “torturados” com impostos. Ninguém ousa tão-pouco fugir às suas obrigações fiscais. Entendemos isso como o Dever de Cidadania.
- Não me diga. Nós somos mais espertos do que vocês. Só pagamos se não pudermos fugir… E depois os que não podem …. Pagam pelos outros. Kkkkkkk. E Ladrões, também há como aqui?
- Não sei do que está a falar. O que é isso de Ladrões?
- Não sabe? Aqui nós temos muitos. É para darmos trabalho aos homens que fazem fechaduras e portas. Está a ver, mais uma vez nós somos mais espertos. É uma maneira de combatermos o desemprego. Como é aí a corrupção?
- Corrupção? Que palavra difícil de dizer….Isso é bom?
- Se é…. Os políticos adoram essa palavrinha mágica. Desde o governo às câmaras é um corridinho…. Somos muito bons nisso. Se vc soubesse como é bom ser ladrão e não ser preso…kkkkkkkk. Violação dos direitos, sabe o que é?
- Sei sim. Disseram-me que aí na Terra há muita e da grossa. Kkkkkkk.
- Não imagina como tenho pena de si, Sonhador. Chego à conclusão que aí é um país esquisito, onde nem dá gosto viver. Do que falamos, aí não há nada. Diga-me então: pedofilia, há? Racismo? Criminalidade Violenta? Pensões de aposentação miseráveis? Assistência na saúde? Salários baixos? Desemprego?
- Muito sinceramente, nunca tivemos esses luxos. Isso de ser bom. Pelo seu falar, parece-me estar satisfeito.
- Na verdade não há terra como a nossa. Ah, e ainda não lhe falei dos nossos supremos luxos. São aquilo a que orgulhosamente chamamos, as nossas Jóias da Coroa.
- Sim? Estou curioso. Do que me fala então?
- Quero manter o suspense. Você nem lhe passa. Muita gente é feliz e vive disso. Aliás, até vivem afortunadamente.
- Diga, diga. Estou curiosíssimo.
- Bom, não quero vê-lo ansioso. É a GUERRA e a FOME.
Ah Estrelândia, Estrelândia porque não nos envias uma boa dose dos sonhos que eu gostaria também de ver instalados neste Planeta Terra.


UMA PALAVRA, UM PÃO, UMA LÁGRIMA PODE SER UM SINAL DE HUMANIDADE NA HORA CERTA.
UM ABRAÇO A TODOS OS QUE FAZEM ALGO POR CAUSAS HUMANITÁRIAS.

António Eugénio.
Povo Lusitano
Enviado por Povo Lusitano em 13/10/2007
Código do texto: T692765

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Povo Lusitano
Portugal, 62 anos
311 textos (24330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 06:33)
Povo Lusitano