Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À possuidora dos meus sentimenos

Estranho como não encontro mais palavras
para expressar o que sinto.
Observo-te de longe,
vejo seu brilho, seu sorriso...
Ah, como é belo!
Será algo novo que estou sentindo?
Só sei que é forte e tem me tomado por inteiro.
Onde estará você agora?
Estaria pensando em mim?
Estaria a observar tão bela criação no céu a brilhar?
Vejo que minha lua não mais necessita do sol,
pois encontrou a sua luz e assim a relfete a todo fervor!
Como foi triste despedir-me de ti,
ver sua imagem se afastando, acenando "adeus"...
Foi o ato que me jorrou lágrimas pelo rosto.
Sinto sua falta.
Será que um dia a terei?
Será que um dia a revelarei o que sinto?
Ou será que terei de me contentar com o teu brilho distante e com as lembranças constantes?
Aguardarei até o dia destas respostas serem dadas.
Apagarei o passado, aguardarei o futuro
e farei do meu presente o seu presente.
Fontes
Enviado por Fontes em 09/11/2005
Reeditado em 09/11/2005
Código do texto: T69392
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fontes
São Paulo - São Paulo - Brasil
36 textos (2961 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:09)
Fontes