Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
HORIZONTE LIMITADO

Reparo o cais...
As velas, as caravelas,
Os menos, os mais,
Os serviços braçais,
O vento, que sopra atento,
Balança... faz nuança,
Pelos areais,
E encanta a criança,
Que canta e dança,
Totalmente demais,
No mundo atemporal,
Reparo o sal,
O sol, o céu,
O baile das gaivotas ao léu,
O manto indefinido,
Estendido,
Que limita o meu horizonte.
Encaro-me; sou fonte,
Que brota na grota,
Da ansiedade,
Desejo de liberdade,
Ressoa a vontade,
De ser aquele navio,
Que rompe o vazio,
Com arte e parte,
Não sei para onde,
O olhar não esconde,
A dor que o envolve,
Revolve,
Pois, vive limitado,
Interiorizado,
Na irreal (ex)pressão,
De um "porto solidão".


DELEY
Enviado por DELEY em 14/10/2007
Reeditado em 22/06/2009
Código do texto: T694366

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4935 textos (186876 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 01:28)
DELEY