Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha calculadora

Aqui está a verossímil!
Não é nenhuma científica,
pra os meus pobres e parcos cálculos,
mas à eles, se prontifica.

São apenas oito dígitos,
somente  uma bateria,
comprada de um camelô,
na calçada da alegria!

Eis  a voraz calculadora,
que por vezes  me faz enganar ,
com sua resposta tamanha ,
fazendo o meu mês se alongar !

De cristal líquido me aponta,
o que eu não queria  atinar,
que o meu líquido é que é menor,
que as minhas contas a  pagar!

Aqui está a pobre,  sem marca!
e não sou eu quem a discrimina,
afinal; cavalgadura dada!
a dentadura não se examina!

SBC-SP-11/08/2002
autor-José Alberto Lopes.
José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 14/10/2007
Código do texto: T694407
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
654 textos (41607 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:30)
José Alberto Lopes