Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO AMIGA

A quietude do momento me abraça
Com seus braços de solidão,
Com suas falsas promessas,
Seus desencantos e desesperanças,
Tentando envolver-me
Num mar de confusas respostas,
Indistintos sentimentos,
Intermináveis questionamentos.
Somos eu e a solidão, perdidas,
Despidas de qualquer emoção,
Como se tudo em nós fosse abstrato
E em nada houvesse a profundidade
De um sentimento maior.
Parceira de intermináveis horas
É a solidão que me consola,
Cujos sonhos aos poucos devora,
Deixando-me apenas a certeza
De que nunca irá embora,
Pois é parte de mim,
E dela sou parte,
E se não fosse assim,
Embora tarde eu reconheça,
Seria de outra forma, diferente...
Viver sem ela? Não me imagino,
Solidão amiga e companheira,
Cujo conforto traz de tudo um pouco,
E da consciência faz
Rever-me cada segundo de vida,
Cada palavra dita ou esquecida,,
Cada sentimento guardado,
Ou simplesmente desabafado,
Cada sorriso merecido,
Ou meramente adormecido,
Cada beijo dado,
Ou simplesmente sonhado,
Cada presença desejada,
Ou suavemente afastada,
Cada lágrima chorada,
Ou que ficou guardada.
Amiga solidão,
És a presença às vezes amarga,
Mas não de todo desnecessária,
Traz o conforto, me faz calada
Feito fantasia imaginária...
Eis-me aqui, tua refém cativa,
Como alma que vibra
E coração que explode
Novamente para a vida!

By Denise Nogueira, em 14/10/2007
Despecial
Enviado por Despecial em 14/10/2007
Código do texto: T694467
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Despecial
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
352 textos (17295 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:31)
Despecial