Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SERTÃO ALAGADO

Manha orvalhada, cabelos molhados de tanto suor, pele molhada em fim que um dia fora
recequida, como um deserto sem norte, sem saber por onde chegar, entre caquitos e
solo rachado, não há mais do que reclamar. Tanta fartura entre aguas e lagares que me
delicio sem pensar, sem lembrar, sem rancor, sem magoas de quem um dia me magoo
Depois da seca veio chuva forte sobre nos... Frutos e mais frutos é que temos para dar,
hidratados e certos de que a felicidade proxima esta, servir a quem te serve...
Flores desabrocham dentro de mim com a esperança que venha amadurecer
Taís Fraga
Enviado por Taís Fraga em 15/10/2007
Código do texto: T694994
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Taís Fraga
Salvador - Bahia - Brasil, 30 anos
59 textos (5017 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:08)
Taís Fraga