Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOR

Ah! Como é grande essa dor
Nesse tempo agressor
Que agora só chove...
Não há palavra que explique
Nem dor que mais complique
Do que essa que se promove
Agora tudo é aborrecedor
Num dia triste e aliciador
Que só quer que eu aprove
O fim de toda a claridade
Mas, isso é pura crueldade!
E, até que minha fé se renove,
Luto contra todo o cansaço
E, se me falta o espaço,
Então, me desaprove.
Se o que tanto quero não pode ser
Não me resta mais nada
Então pra que viver?
Crava em meu peito uma espada
E, me deixa sangrar,
Por que se eu não posso te amar
É preferível morrer.
Tânia Regina Voigt
Enviado por Tânia Regina Voigt em 15/10/2007
Reeditado em 11/04/2009
Código do texto: T695463

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome da autora). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Regina Voigt
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
1026 textos (48145 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 00:30)
Tânia Regina Voigt