Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FRAGMENTOS

Amasso a folha de papel,
passo o meu risco no céu,
apenas rabisco e luz.
Amasso os meus dias,
os meus tropeços.
A folha seca e o meu
passo.
O tronco da vida e o
meu regaço.
Me protejo das palavras.
Da chuva fria,
da hipocresia.
Prefiro banhar-me inteira
na poesia,embriagar-me
de cálices tintos,de vida.
Prefiro as borboletas no jardim,
as gavetas abertas,
as poesias tortas,
as lagartas em mutação.
Nada é perfeito,
alguma coisa no avesso,
me encanta.
Me desorienta saber-me
inteira,sou "pedaço" ainda.
Talvez lagarta, que possui
asas.
Luciane Lopes
Enviado por Luciane Lopes em 16/10/2007
Código do texto: T696115

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciane Lopes
Mirassol - São Paulo - Brasil, 46 anos
1215 textos (60430 leituras)
47 áudios (3088 audições)
1 e-livros (120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 01:06)
Luciane Lopes