Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão Acompanhada


“Fui passear, dar uma volta,
Ou qualquer coisa, que possas achar.
Nos momentos de solidão, Mesmo rodeado, as vezes sufocado
Por tanto cidadão!
Plural ou singular, nisso tanto faz,
A companhia se liquifaz...
E aqui me encontro a lembrar,
Tantas vezes de tal ciclo,
Um circulo, quadrado ou losango,
Não importa, afinal
Tudo têm seu ângulo, e por quê
Não dizer mais ciclos?!
Mas, no mais; procurando as diferenças
Observem tais crenças:
Começam, surgem histórias e finalizam...
Tanto e tantos riscos...
E mesmo próximo , à mais
Uma transmutação, não sei dizer-te
A beldade disto, mas o mesmo abrigo
Me incita a continuar
Sem saber para donde,
Como, ou mesmo o porquê
De querer chegar!”
Insanidade Oblíqua
Enviado por Insanidade Oblíqua em 16/10/2007
Código do texto: T696518

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o Nome do Autor e o link para a obra Original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Insanidade Oblíqua
Sorocaba - São Paulo - Brasil
84 textos (2997 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:14)
Insanidade Oblíqua