Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Filosofia do Amor

Quem és tu que de tão longe me envolves em ternos laços de carinho?
Quem és tu que Deus, o destino, ou a vida, colocou no meu caminho?
Quem és tu ser tão cheio de sentimentos aprisionados, porém sózinho?

Serás o sol, serás a luz, do mar a onda revolta, da montanha o rebelde rio?
Serás o vulcão que explode em lava, serás o fogo ardente que afasta o frio?
Serás no céu a estrela mais brilhante, da cascata a água que escorre em fio?

Não sei quem és, não sei definir o teu carinho, não sei equacionar teu amor
Não sei medir a força que me dás, não sei somar os dias de afecto e ardor
Não sei porque te amo, não sei porque te adoro, é desmedido teu fulgor...

Só sei que me fazes bem, que mesmo de longe me afaga a alma teu sorriso,
Só sei que mesmo tão longínquo, estás sempre comigo, quando é preciso..
Não sei se é filosofia, ciência, poesia, mas teu amor é tudo quanto necessito...
Fada das Letras
Enviado por Fada das Letras em 10/11/2005
Código do texto: T69677

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fada das Letras
Almeirim - Santarém - Portugal, 60 anos
243 textos (32141 leituras)
3 áudios (178 audições)
5 e-livros (288 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:29)
Fada das Letras