Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Voz Torturada

Semeio sóis num campo
De escuridões extremas.
Anjos caídos regozijam-se
Em lúxurias e lodos.
Em oceanos de fogo
O amor me sacia
Exigindo um nexo,
Na ardência orgânica
De meus espasmos vitais.
Ah tristeza infinita!
Não concluir tua razão
É a sina que me cabe
(Um abismo absurdo)
Na dor que infecta a luz
E verte a lava das lágrimas
Nos vales do coração.
Que o grito de minha lira
Prostituída, nas trevas do ser
Seja luz de sóis sangrentos
Compartilhando cores
Na voz torturada
De minhas dores extáticas!
Luis Felipe Saratt
Enviado por Luis Felipe Saratt em 16/10/2007
Reeditado em 05/10/2008
Código do texto: T696979
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luis Felipe Saratt
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
61 textos (1087 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 16:59)