Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Costume de Poeta ( cãs aguerridas)

Costume de Poeta ( um poe~couro curtido )
 
 
===================
 
 
se poetas dizem
                         coisas e cousas
                                                 das quais não tens costume
 
e vestem-se assimétricos
                                       e despem-se qual vaga-lumes
 
então
 
o que será costume de poeta?
                           
: braço, de estuário
: a boca, de lobo rasteiro
: a traça,  do  livro  meeiro
: a forma, na nuvem em movimentação
: o senso
: o jugo
: o troféu
: ou mero quinhão, na repartição.

 
Parece que
nem sempre é meta
e pode ser metáfora

 que fora tão batida
- ricas cãs aguerridas -
 
ou vã lambida
de chão sem dono,
acalanto, recanto e sono.
 
 
Se

poeta sem costumes
é um ser bem ou maltratado
não sei confirmar

sou só
e poeta

meu único
costume
é,
perene
mar,
amar.

Plácido dos Santos
Enviado por Plácido dos Santos em 17/10/2007
Reeditado em 21/09/2012
Código do texto: T697806
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Plácido dos Santos
Salvador - Bahia - Brasil, 43 anos
102 textos (7168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:36)
Plácido dos Santos