Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Volta à poesia

Chuva...
Frio que me consome
Onde estão agora seus abraços?
Esse vento que finge passar despercebido
E folhas que passam tão depressa
Faz eu insistir na minha promessa

De que a calma que embala minha vida
Que pulsa de dentro e me consome
Imitando o beijo da despedida
Agora já não existe
Simplesmente some

Palavras que são levadas pelo vento
Dobrando ruas
Pichando muros
Com idéias nuas
Enquanto existem tantos outros em apuros
Dizendo sussuros que insistem
Imitar a voz da natureza
E que nada mais têm
A não ser a certeza

Desses ar gelado me esquivo
Segurando o papel entre os dedos
Nada mais preciso
Para escrever o que vivo

Pra que chorar agora?
Se já não me resta
o calor de outrora?
Com a caneta e o papel
Vou reproduzindo a minha memória
Como o trabalho da abelha ao fazer o mel
Construo a minha história

Nayara - 15/10/2007
inthemoonlight
Enviado por inthemoonlight em 17/10/2007
Código do texto: T698195
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
inthemoonlight
São Roque - São Paulo - Brasil, 29 anos
47 textos (6438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 23:45)
inthemoonlight